PIX: uma nova alternativa para o dia-a-dia do varejo

O mês de novembro de 2020 ficará marcado pelo lançamento de uma nova forma de realizar pagamentos. Idealizado pelo Banco Central, o PIX, sistema de pagamentos instantâneos vem como alternativa a quem realiza transações financeiras em boletos, TED, entre outras maneiras.

Através de uma chave, a operação via PIX pode ser realizada a qualquer momento, pois é um sistema disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, independente da instituição financeira. Apenas com a leitura de um QR Code, o pagamento pode ser realizado através do PIX em poucos segundos, notificando quem está pagando e quem está recebendo.

E o Hiper, vai aceitar pagamentos com PIX?

Sim, o Hiper já está preparado para a utilização do PIX. Restam alguns pontos que serão implementados para garantir todo o fluxo de utilização do PIX como meio de pagamento. Em breve essa opção já estará disponível dentro do Hiper.

E algo muito importante para quem utilizar o PIX com o Hiper. A partir da data de lançamento, serão três meses de gratuidade para receber suas vendas também com o PIX. Ou seja, além de ter várias opções de meios de pagamento presentes no Hiper, também será possível fechar uma venda recebendo através do PIX, diretamente no Hiper.

Existe algum pré-requisito para usar o PIX no Hiper?

Assim como as demais opções do mercado, é necessário ter uma conta em que você possa se credenciar para receber os valores transacionados pelo PIX. No caso do Hiper, o pré-requisito básico para a receber valores com o PIX é ter uma Hiper Conta (conta digital gratuita para quem utiliza o Hiper). Para conhecer mais sobre a Hiper Conta, e abrir a sua, temos um site com todas as informações.

O PIX vem para ser mais uma opção de pagamento de compras além das que já existem, trazendo mais velocidade e segurança para o dia-a-dia dos lojistas e dos clientes.

Preparamos o artigo “Como registrar as vendas com o PIX no Hiper”, mostrando um caminho para o registro manual das vendas com o PIX dentro do Hiper.